Exploração Sexual

COMO IDENTIFICAR UM CASO DE EXPLORAÇÃO SEXUAL

A exploração sexual é o meio pelo qual o indivíduo obtém lucro financeiro por conta da prostituição de outra pessoa, seja em troca de favores sexuais, incentivo à prostituição, pornografia, clubes de strip-tease, lapdancing, turismo sexual ou outras atividades exploratórias envolvendo a sexualidade. Na grande maioria dos casos, a exploração sexual encontra-se ligada ao trafico de pessoas, Segundo pesquisas na área as maiores vítimas de tráfico de pessoas são jovens, mulheres e com baixa escolaridade, que acreditando nas promessas de um melhor futuro pessoal e profissional se tornam alvos fáceis para aliciadores.

Tanto no Reino Unido quanto no Brasil, a prostituição quando praticada por livre e espontânea vontade pela mulher não se constitui em crime, todavia a manutenção da prostituição para o lucro de terceiros, formação de grupos e relações onde exista ameaça, dependência psíquica, financeira ou de substâncias ilegais, constitui-se em crime de exploração sexual e pode ser penalizado por lei se comprovado.

Não se sabe ao certo o número de pessoas que trabalham na indústria do sexo no Reino Unido como opção de vida, mas acredita-se que esta seja a minoria. Para a grande maioria é simplesmente uma forma de sobrevivência. Quando falamos em prostituição não é somente sobre sexo que estamos nos referindo, mas sim, a desigualdade, falta de oportunidades, pobreza, falta de moradia, droga, alcoolismo, abuso de vulnerabilidade e relações de poder. A forma mais eficaz de prevenção da exploração sexual é o investimento na educação e igualdade de oportunidades para todos garantidos por lei e validados pelo estado.

 

COMO COMBATER ESTA PRÁTICA

Para combater a exploração sexual de mulheres e meninas é necessário mais investimento na divulgação e conscientização da causa, como, por exemplo, na confecção de material pedagógico divulgado nos aeroportos, companhias aéreas, rodovias e estações de trem, onde a maioria dessas situações são encontradas diariamente. Esse material precisa alertar sobre como reconhecer possíveis casos de exploração sexual, além de expressar a possibilidade de penalização criminal dos envolvidos, fornecendo o acesso direto para a denuncia da suspeita desses casos. Dessa forma, urge a necessidade de investir na contratação de novos profissionais que possam atuar diretamente nessa linha de fronteira onde muitas dessas mulheres têm sua vida e juventude roubadas.

Mulheres que trabalham em prostituição estão muitas vezes em risco de ser alvo de crime violento durante o trabalho, que inclui ataques físicos e sexuais, incluindo o estupro. Os autores de tais crimes incluem clientes violentos e o próprio explorador (cafetão,pimp). Muitas vezes estes crimes não são relatados a policia e as autoridades, seja por medo ou desinformação.

 

PARA RECEBER AJUDA…

Caso você ache que esteja sendo vitima de exploração sexual ou conheça alguém que possa estar nessa situação, entre em contato com a AMBE por email ou pelo celular: 07905919507 (português) ou com a policia local pelo telefone 101 ou 999 (em caso de urgência).

 

LINKS ÚTEIS

www.beyondthestreets.org.uk/‎
www.cps.gov.uk/legal/p_to_r/prostitution_and_exploitation_of_prostitution/
www.opendoors.nhs.
https://uknswp.org/um/‎
www.eavesforwomen.org.uk/‎

Ambe - Apoio a Mulher Brasileira no Exterior :: Ambe - Supporting Brazilian Woman Abroad - All rights reserved. Registered CIC